Suécia terá seu primeiro museu do Holocausto

O Living History Forum receberá US$ 1,1 milhão para iniciar os preparativos para o estabelecimento de um museu sueco para preservar e perpetuar a memória do Holocausto. Um ponto de partida é documentar as histórias de sobreviventes do Holocausto suecos. O dinheiro irá para a coleta de documentos e entrevistas com sobreviventes do Holocausto para compor as exposições do museu.

Desde 2018, a Suécia planeja construir um museu do Holocausto com foco em sobreviventes do país escandinavo e um centro dedicado a Raoul Wallenberg, um diplomata sueco que salvou milhares de judeus húngaros durante o Holocausto. Muitos dos detalhes do museu, incluindo quando será inaugurado, sua localização e se funcionará como uma agência governamental independente, ainda não estão definidos. Os legisladores estão debatendo se o museu deve ser localizado na capital, Estocolmo, ou em Malmö, uma cidade que tem tido um aumento de antissemitismo nos últimos anos.

LEIA TAMBÉM

“O Holocausto é um crime contra a humanidade sem paralelo em nossa história”, disse o Ministério da Cultura em seu comunicado. “Sua memória e seus ensinamentos devem continuar a ser preservados e comunicados. Nunca mais deve acontecer algo semelhante a isso.”

Foto: Victoria Maetinez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *