Testes caseiros não substituirão o PCR padrão

A partir desta semana os israelenses podem comprar testes rápidos de COVID-19 em farmácias de todo o país, mas o coordenador do coronavírus de Israel avisa que eles não substituirão o teste PCR padrão.

Embora os testes caseiros possam dar resultados em menos de 15 minutos, eles são menos sensíveis do que os testes PCR padrão, que ainda serão necessários para viajantes internacionais.

Os resultados dos novos kits de diagnósticos também não serão aceitos para entrada em locais fechados, como cinemas ou casamentos, para os quais a entrada de não vacinados depende da apresentação de teste negativo.

Os testes de antígeno podem diagnosticar infecções ativas, detectando os primeiros traços do vírus, e não código genético do vírus. No entanto, eles são geralmente menos sensíveis do que o PCR.

De acordo a InteliSwab, fabricante dos kits de teste, seu produto pode relatar um falso negativo “se o nível de antígeno em uma amostra estiver abaixo do limite de detecção do teste”.

LEIA TAMBÉM

Segundo o Diretor Geral do Ministério da Saúde, Nachman Ash, os israelenses com teste positivo ao usar os kits caseiros ainda terão que passar por um teste de PCR para confirmar o diagnóstico.

Os testes rápidos de antígeno são comuns na Europa e geralmente são administrados em restaurantes e outros locais públicos.

“Acho que pode ser um acréscimo, mas a base principal ainda deve ser os testes de PCR”, disse Nadav Davidovich, diretor da Escola de Saúde Pública da Universidade Ben-Gurion e presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública de Israel.

Outro problema é que, pelo fato de os testes serem usados em casa, os casos positivos não são rastreáveis, uma séria desvantagem durante uma pandemia, na qual manter o controle da disseminação do vírus é fundamental.

“As pessoas precisam saber que mesmo que sejam negativas, principalmente se forem sintomáticas, ainda precisam ser cautelosas e usar máscaras”, concluiu Nadav.

Fonte: Haaretz
Foto Abbott

One thought on “Testes caseiros não substituirão o PCR padrão

Fechado para comentários.