Troca de banco e uso de cartões de crédito

Por Tzvi Szajnbrum

Você já pensou em trocar de banco em Israel? Transferir sua conta de um banco para outro?

Agora isso pode ser feito de forma mais rápida e fácil através do “Siga-me”, o novo programa para a troca de bancos em Israel.

Até agora, mudar de banco tem sido, na maioria dos casos, um “pequeno pesadelo ou uma grande dor de cabeça”; são visitas intermináveis ​​à agência, papelada, rastreamento de transações e cobranças bancárias extras – seria simplesmente mais fácil não trocar de banco…

Mas a partir de quarta-feira, 22 de setembro de 2021, os israelenses podem trocar de banco com muito mais facilidade. Um novo sistema permite que os clientes mudem de um banco para outro, online, de forma rápida e sem nenhum custo.

Agora, as contas bancárias podem ser trocadas dentro de sete dias, e quaisquer cobranças ou depósitos que chegarem à conta antiga serão automaticamente direcionados para a nova conta dentro de dois anos após a troca. Antes, quaisquer débitos ou créditos de uma conta encerrada eram devolvidos e a responsabilidade era do cliente em correr atrás da transação, o que acarretava muitas vezes em dívidas ocultas ao dono da conta.

Hoje, é possível enviar uma solicitação digital para transferência de um banco para outro por meio dos sites dos bancos ou comparecendo fisicamente em sua agência. Fica a sua escolha como proceder.

Se sua conta bancária estiver com complicações de qualquer natureza, inclusive se houver retenções legais como um congelamento na conta, você pode não se qualificar para este novo programa.

O Banco Central informa que se você tiver alguma dúvida ou problema, você deve entrar em contato com o novo banco e NÃO com o antigo.

Informações sobre o processo também estão disponíveis em www.switchbank.org.il (um site em hebraico do Banco Central de Israel).

Com o novo sistema, você poderá movimentar saldos de crédito em shekels e em moeda estrangeira, saldos devedores, débitos autorizados de uma conta corrente, cheques, títulos (israelenses e estrangeiros), operações de cartão de crédito e ordens permanentes.

Uma atenção especial deve ser dada aos empréstimos e hipotecas, bem como para suas contas de poupança. Nesses casos os bancos cuidarão de cada transferência desse tipo de forma individual.

Por questões técnicas, os clientes do Union Bank (Bank Igud) e Bank of Jerusalem (Bank Yerushalaim) não poderão fazer uso deste serviço neste momento.

 

Cartões de crédito

A partir de janeiro de 2020, tornou-se um padrão para empresas em Israel implementar o método de identificação por código PIN no Ponto de Venda (PDV).

Você provavelmente já viu leitores de cartão de crédito do tamanho da palma da mão e provavelmente teve que concluir a transação fornecendo seu número PIN de 4 dígitos. Este método de identificação do cliente tem sido usado em alguns países há décadas, mas nunca foi implementado em Israel até que a fraude de cartão de crédito se tornasse cada vez mais prevalente.

A partir de 2023, o Banco de Israel exigirá que toda a economia, exceto os postos de gasolina, mude para este método de pagamento, bem como o uso de cartões de crédito inteligentes. O uso de um cartão de crédito inteligente provavelmente reduzirá o potencial de fraude de cartão de crédito.

Talvez você já tenha um cartão de crédito inteligente em sua posse. Se você renovou seu cartão de crédito israelense local recentemente, notará que seu novo cartão tem uma insígnia dourada na face que incorpora um microchip. Este microchip permite criptografar cada negócio ou compra separadamente, ao contrário da criptografia permanente que ocorre quando o faturamento é feito pela faixa magnética regular.

O cartão de crédito inteligente acabará facilitando os pagamentos sem cartões de crédito, ou seja, usando carteiras digitais por meio de telefones celulares como por exemplo Google Pay e outras tecnologias semelhantes.

Compra em PDV, uma camada ainda mais nova de proteção. As restrições do Coronavírus mantiveram a maioria de nós em casa e nos forçou a usar opções de compras online. À medida que as restrições estão sendo suspensas, lojas estão abrindo e os consumidores são incentivados a comprar “azul e branco” novamente. Israel agora requer um código PDV (Ponto de Venda, não o seu número PIN) para fazer qualquer compra com cartão de crédito em uma loja física. Esta é uma nova diretriz da MasterCard, Visa e American Express.

Existem duas formas de obter o seu código PDV pessoal (“cod ishi”). Quando você fizer sua primeira compra, seu banco enviará seu código por SMS diretamente para o seu telefone. Você também pode encontrar seu código PDV secreto no aplicativo do telefone do seu banco em “Configurações” ou “Cartões de crédito”.

Novamente, você precisará desse código para todas as compras no PDV, portanto, salve-o ou lembre-se dele e lembre-se também de que esse novo código (6 dígitos) NÃO substitui o seu código PIN. As compras online não exigem o novo código PDV, pois você tem seu próprio código CVV na parte de trás do cartão de crédito.

Lembrando novamente aos leitores que bancos e empresas de créditos não estão fazendo mudanças para o bem estar dos clientes, mas sim para facilitar a vida deles e minimizar suas perdas. Essas são instituições para maximizar os lucros uma vez que bancos não são e nunca serão instituições filantrópicas.

Foto: Utilisateur:Djampa – User:Djampa, CC BY-SA 4.0 (Wikimedia Commons)