10.000 palestinos entram ilegalmente em Israel diariamente

Israel está enfrentando uma onda de travessias ilegais em massa de moradores da Autoridade Palestina, disse um alto funcionário da polícia israelense na quarta-feira, alertando que os militares estão fechando os olhos para o problema.

O comandante da polícia do Distrito Central, Avi Biton, conversou com o Canal 13 na tarde de quarta-feira, após o ataque terrorista em Holon na terça-feira, que matou Shulamit Rachel Ovadia, de 84 anos.

Ovadia foi espancada até a morte por Musa Sarsour, de 28 anos, um trabalhador árabe da cidade de Qalqilya, que usou um cano de metal para atacar a vítima.

Biton disse que 90% dos crimes graves em seu distrito são cometidos por árabes, com grande parte atribuída a moradores da Autoridade Palestina.

“O setor árabe representa apenas cerca de 9% da população total que vive no distrito, mas é responsável por cerca de 90% dos crimes graves”.

Quando as FDI aumentaram a segurança nas fronteiras na Judeia e Samaria, em abril deste ano, cortando passagens ilegais de fronteira, disse Biton, os crimes contra a propriedade em seu distrito caíram 40%.

Desde então, no entanto, a fiscalização da fronteira diminuiu, com milhares de árabes palestinos cruzando ilegalmente a Linha Verde todos os dias.

LEIA TAMBÉM

“Milhares de moradores ilegais entram todos os dias por buracos na cerca de segurança”.

Além de levar a um aumento da criminalidade, a falta de segurança na fronteira também apresenta riscos de segurança, diminuindo a capacidade da polícia de localizar e capturar terroristas que se infiltram em Israel.

“Precisamos lembrar que, a partir do momento em que recebemos um aviso sobre um terrorista que cruzou a cerca, temos sete minutos para neutralizá-lo nas colinas de Sharon”.

Fonte: World Israel News
Foto: Shutterstock

2 thoughts on “10.000 palestinos entram ilegalmente em Israel diariamente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.