Aeroporto fechado e mais restrições

O governo reforça as restrições e estende o fechamento com o aumento do número de casos.

O Aeroporto Ben-Gurion estará fechado até o dia 14 de outubro.

“A justificativa é a igualdade”, disse a Sharon Alroy-Preis, do Ministério da Saúde, na manhã de quinta-feira em uma entrevista ao KAN News em relação ao fechamento do aeroporto. “As pessoas em Israel sentem que têm restrições e algumas pessoas têm dinheiro e podem comprar uma passagem de avião. Do ponto de vista da saúde, existe o risco de voar porque os aviões estão lotados e fechados.”

Os passageiros ainda poderão entrar no país, desde que sigam as regras de isolamento ao retornar a Israel.

LEIA TAMBÉM

O governo confirmou sua decisão de limitar as reuniões a 20 pessoas em espaços abertos dentro de um quilômetro de casa e acrescentou restrições a reuniões na sucá.

As pessoas serão proibidas de hospedar membros que não sejam da família em sua sucá. A transgressão será punida com multa de NIS 500.

Além disso, o governo decidiu que as pessoas devem se manter a dois metros umas das outras, mesmo em reuniões ao ar livre. A Polícia estará atenta para fazer  cumprir essas regras.

Finalmente, as pessoas agora não poderão viajar para onde quiserem para comprar produtos essenciais ou obter serviços essenciais. Isso só será permitido quando os produtos ou serviços não estiverem disponíveis a menos de um quilômetro de casa.

O setor com maior índice de infecção até o momento é o ultraortodoxo. Os principais rabinos de Israel estão conclamando a seus seguidores a aderir às diretrizes para permanecerem seguros.

Em sua entrevista ao KAN, Alroy-Preis disse que os funcionários do Ministério da Saúde estão “se reunindo com pessoas importantes na sociedade ultraortodoxa, tentando ver como podemos obter informações e que assistência podemos dar. É difícil isolar a casa quando você está com 12 pessoas em um apartamento de 70 metros.”

Foi relatado na quinta-feira que mais 1.200 pessoas foram diagnosticadas com coronavírus em Bnei Brak no último dia e quase 1.000 em Jerusalém.

Todas as novas restrições serão votadas pelo Comitê de Constituição, Lei e Justiça do Knesset nesta quinta-feira. O Knesset tem um dia para decidir sobre eles. Depois disso, eles entram em vigor imediatamente.

2 thoughts on “Aeroporto fechado e mais restrições

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *