Coalizão apoia projeto de pensão proposto por Gantz

O partido Azul e Branco de Benny Gantz encerrou seu boicote de uma semana aos projetos de lei da coalizão após a aprovação de um aumento substancial nas pensões para oficiais superiores das Forças de Defesa de Israel por uma votação de 57 a 56, em sua primeira leitura no plenário do Knesset.

O deputado Shomo Karhi, do Likud, criticou a aprovação do projeto de lei, dizendo que eles estavam “dando 1,5 bilhão de shekels em fundos do contribuinte para os amigos de Gantz”.

A votação foi resultado de um compromisso firmado em uma reunião de Gantz com o primeiro-ministro Naftali Bennett, o ministro do Exterior Yair Lapid e os dois principais oponentes do projeto, a líder trabalhista e ministra dos transportes Merav Michaeli e o vice-ministro Abir Kar.

“Estou feliz por termos chegado a um acordo de que a lei previdenciária passará por revisões significativas em um trabalho conjunto dos comitês de Trabalho e Bem-Estar e Relações Exteriores e Defesa”, disse Michaeli.

“Agradeço ao ministro da Defesa e sua equipe por sua disposição de fazer mudanças, por trabalhar juntos e pelos acordos já alcançados e aqueles que alcançaremos para o bem-estar daqueles que servem nas FDI”.

LEIA TAMBÉM

Mansour Abbas e os outros parlamentares de seu partido Ra’am (Lista Árabe Unida) votaram a favor do projeto. O Azul e Branco ameaçou deixar a coalizão a menos que seu projeto fosse aprovado.

Gantz enfatizou em um discurso no plenário que não estava pedindo nenhum novo financiamento e que era importante aprovar o projeto de lei para preservar o auto-respeito dos oficiais das FDI.

Benny Gantz tinha anunciado na segunda-feira passada que seu partido boicotaria a legislação proposta pela coalizão para protestar contra a falta de implementação das iniciativas de seu partido, incluindo o projeto de lei de aposentadoria. O boicote fez com que a coalizão perdesse uma dúzia de votos em votações naquela semana.

O governo aprovou um acréscimo de NIS 1,1 bilhão ao orçamento para pensões de oficiais das FDI em agosto. A decisão dá ao chefe do Estado-Maior a possibilidade de aumentar em até 11% as aposentadorias para oficiais que servem no exército, de acordo com um cálculo baseado em quanto tempo eles serviram.

Fontes: Hamodia e The Times of Israel
Foto: Pexels (Knesset) e Wikipedia Commons (Benny Gantz)

One thought on “Coalizão apoia projeto de pensão proposto por Gantz

  • 25 de março de 2022 em 13:04
    Permalink

    Ganz canalha traidor que está desmontando os postos de controle na Judeia e Samaria, tem as mãos sujas de sangue por compactuar com os fakestinos, aqueles que nunca foram o que dizem ser.

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: