Sanções à Rússia e o impacto na economia de Israel

Israel está estudando o impacto das duras sanções internacionais contra a Rússia, disse o ministro do Exterior, Yair Lapid, na segunda-feira. “Israel está examinando as sanções e sua influência na economia e na política israelense”, disse ele.

Lapid disse que o Ministério do Exterior está fazendo um esforço para resgatar israelenses e judeus da Ucrânia devastada pela guerra. “Israel fará parte do esforço mundial para enviar ajuda aos residentes da Ucrânia”, disse ele. “Faz parte de nossos valores históricos e morais fazer parte desse esforço.”

Milhares de israelenses permanecem na Ucrânia e cerca de 200.000 ucranianos são elegíveis para imigrar para Israel sob a Lei do Retorno, disse ele.

Lapid elogiou os esforços dos diplomatas israelenses para ajudar cidadãos e judeus a deixar a Ucrânia e vir para Israel. Israel tem 100 diplomatas nas fronteiras ocidentais da Ucrânia e, de acordo com fontes diplomáticas, Jerusalém tem uma operação muito maior para evacuar seus cidadãos do que qualquer outro país.

“O Ministério do Exterior vem liderando uma das operações mais complexas da história do Estado nos últimos cinco dias”, disse Lapid. “Faremos de tudo para não deixar israelenses ou judeus para trás. É por isso que o estado judeu existe. Esse é o nosso compromisso”.

Entre as dificuldades da operação estão enormes engarrafamentos no caminho para as fronteiras, interrupções na infraestrutura de comunicação e desinformação, disse ele.

LEIA TAMBÉM

A Ucrânia proibiu cidadãos de 16 a 60 anos de deixar o país, mas diplomatas nas passagens de fronteira conseguiram ajudar alguns ucranianos-israelenses a sair com suas famílias, trabalhando caso a caso. Homens solteiros não conseguiram sair, disse uma fonte diplomática.

Cerca de 2.000 cidadãos israelenses deixaram a Ucrânia por terra desde o início da guerra na semana passada, e 4.000 permaneciam na segunda-feira de manhã, segundo o Ministério do Exterior. Diplomatas israelenses foram colocados em postos de fronteira com a Polônia, Moldávia, Romênia e outros lugares.

Diplomatas israelenses também permitiram que amigos e familiares de israelenses entrassem nos ônibus e ajudaram cidadãos de países com os quais Israel não tem relações diplomáticas, como o Líbano.

A decisão do Ministério do Exterior de tirar os funcionários da Agência Judaica da Ucrânia está dificultando os esforços para retirada dos judeus, disse o presidente interino da Agência Judaica, Yaakov Hagoel, na segunda-feira.

“Estamos trabalhando com as mãos atadas nas costas”, disse ele ao Comitê de Constituição, Lei e Justiça da Knesset.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Gil Cohen Magen (Shutterstock). Imigrantes ucranianos chegam ao Aeroporto de Tel Aviv em 20 de fevereiro de 2022

2 thoughts on “Sanções à Rússia e o impacto na economia de Israel

Fechado para comentários.