Cúpula diplomática histórica, em Israel

A Cúpula Trilateral de Jerusalém com Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos acontecerá no domingo e na segunda-feira, com a presença de cinco ministros do Exterior: Israel, EUA, Emirados Árabes Unidos, Marrocos e Bahrein.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, chega a Israel na noite deste sábado para uma série de encontros para estabelecer uma cúpula de três partes em Jerusalém, informou a TV Kan.

Blinken conversará com o primeiro-ministro Naftali Bennett sobre os esforços de mediação de Israel para acabar com a guerra da Rússia contra a Ucrânia. A viagem de Blinken ao Oriente Médio incluirá paradas no Marrocos e na Argélia. “Vamos discutir os esforços de Israel” para negociar entre a Rússia e a Ucrânia, disse o secretário-assistente interino para Assuntos do Oriente Próximo dos EUA, Yael Lempert, a repórteres na quinta-feira.

É a segunda viagem de Blinken a Israel desde que assumiu o cargo no ano passado e a primeira ao Marrocos e Argélia. Blinken deve se reunir com Bennett, o ministro do Exterior, Yair Lapid, o ministro da Defesa, Benny Gantz, e o presidente, Isaac Herzog.

“Durante a viagem, o secretário enfatizará a todos os líderes estrangeiros com que terá encontros que os Estados Unidos se solidarizam com o governo e o povo da Ucrânia diante da agressão do Kremlin”, disse o Departamento de Estado.

Outros tópicos em discussão incluirão a ameaça de um Irã nuclear, os Acordos de Abraham e a importância de uma resolução de dois Estados para o conflito.

LEIA TAMBÉM

Blinken também se reunirá com o presidente Mahmoud Abbas, da Autoridade Palestina, em Ramallah, bem como com representantes da sociedade civil palestina.

O ministro do Exterior egípcio Sameh Shoukry deve participar da cúpula diplomática “histórica”, juntando-se aos signatários dos Acordos de Abraham, mediados pelos EUA em 2020, para o evento de dois dias.

Esforços também estavam em andamento para atrair o ministro do Exterior da Jordânia, Ayman Safadi, para a cúpula, de acordo com a mídia israelense.

A reunião de ministros do Exterior de domingo acontecerá menos de uma semana depois que o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett foi à cidade turística de Sharm el-Sheikh, no Sinai, para a primeira cúpula trilateral com o presidente egípcio Abdel-Fattah el-Sissi e o príncipe herdeiro dos Emirados Árabes Unidos, Sheikh Mohammed bin Zayed Al Nahyan, outro avanço possibilitado pelos Acordos de Abraham

Fontes: The Jerusalem Post e The Times of Israel
Fotos: Wikimedia Commons

One thought on “Cúpula diplomática histórica, em Israel

Fechado para comentários.