Deputado pede designar Lehava como grupo terrorista

O chefe do Comitê de Relações Exteriores e Defesa da Knesset pediu ao ministro da Defesa, Benny Gantz, que designasse o grupo extremista judeu Lehava como uma organização terrorista.

O deputado Ram Ben-Barak (Yesh Atid), um ex-subchefe da agência de inteligência do Mossad, apelou a Gantz para “exercer sua autoridade como ministro da defesa” e dar início a um “esforço rápido e determinado que culminará com a designação do Lehava como uma organização terrorista tornará ilegal a ação da organização e seus ativistas.

“Em seu apelo, o deputado invocou o apoio de Lehava ao falecido rabino extremista Meir Kahane, o incitamento ao racismo de seu atual líder e o recente banimento de alguns de seus membros das principais plataformas de mídia social por suposto incitamento à violência.

O Canal 13 relatou que o novo Ministro da Segurança Pública, Omer Barlev, também estava envolvido no esforço para banir o grupo e consultou o Procurador-Geral Avichai Mandelblit para ajudar a estabelecer as bases legais.

LEIA TAMBÉM

As tentativas anteriores de governos israelenses de banir o Lehava, inclusive em 2015 pelo então ministro da Defesa Moshe Ya’alon, tiveram pouco progresso. Mas Ben-Barak argumentou que o esforço foi contido por lacunas nas leis terroristas de Israel sobre como banir esses grupos. As leis de contraterrorismo foram revisadas em 2016, agora permitindo a designação, disse ele.

“Em um estado normal, não há imunidade para os envolvidos no terrorismo”, disse Ben-Barak em um comunicado. Gantz ainda não respondeu.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Yonatan Sindel (Flash90). Presidente do Lehava, Benzi Gopstein, à direita, e seu advogado (agora deputado), Itamar Ben Gvir, à esquerda, chegam ao Tribunal da Magistratura de Jerusalém, em 8 de junho de 2020.

2 thoughts on “Deputado pede designar Lehava como grupo terrorista

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: