Foguetes do Líbano atingem Israel e provocam retaliação

Dois foguetes lançados do Líbano, nesta quarta-feira, atingiram Israel, que respondeu com vários disparos de artilharia em meio a tensões regionais provocadas por um alegado ataque iraniano a um petroleiro no Golfo na semana passada.

O serviço nacional de ambulâncias Magen David Adom, de Israel, disse que não houve vítimas no lado israelense da fronteira, onde os foguetes iniciaram um incêndio florestal.

Não houve reivindicação imediata de responsabilidade pelo ataque do foguete, lançado de uma área do sul do Líbano sob o domínio dos guerrilheiros do Hezbollah apoiados pelo Irã.

Sirenes alertando sobre o ataque de foguete soaram em várias comunidades israelenses, incluindo a cidade de Kiryat Shmona, no norte, perto da fronteira com o Líbano.

Em um comunicado, os militares israelenses disseram que três foguetes foram lançados do Líbano, um ficando aquém da fronteira israelense e os outros atingindo o território de Israel. Testemunhas no Líbano também relataram que vários foguetes foram disparados contra Israel.

LEIA TAMBÉM

“Em resposta, as forças de artilharia israelenses atacaram o território libanês”, disseram os militares. Cerca de duas horas após o bombardeio inicial, os militares disseram que sua artilharia havia atirado novamente contra alvos, que não foram identificados, ao longo da fronteira.

A fronteira tem estado quieta desde que Israel travou uma guerra, em 2006, contra o Hezbollah, que tem foguetes avançados.

Mas pequenas facções palestinas no Líbano dispararam esporadicamente contra Israel no passado, e dois foguetes foram lançados contra Israel em 20 de julho, sem causar danos ou feridos. Israel respondeu a esse incidente com fogo de artilharia.

Os incidentes de agora na fronteira ocorreram após um ataque, na última quinta-feira, que Israel atribuiu ao Irã, a um navio-tanque na costa de Omã. Dois membros da tripulação, um britânico e um romeno, foram mortos. O Irã negou qualquer envolvimento.

Na terça-feira, Grã-Bretanha, Romênia e Libéria disseram ao Conselho de Segurança das Nações Unidas que era “altamente provável” que o Irã tenha usado um ou mais drones para atacar o Mercer Street, um navio de produtos petrolíferos japoneses de bandeira liberiana administrado pela companhia marítima israelense Zodiac.

O primeiro-ministro israelense Naftali Bennett disse na terça-feira que Israel mantém aberta a opção de agir sozinho contra o Irã, se necessário.

Fonte: The Algemeiner
Foto: Magen David Adon

One thought on “Foguetes do Líbano atingem Israel e provocam retaliação

Fechado para comentários.