Comandante iraniano: “Comprem suas casas na Europa”

O comandante da Força Quds (Forças Armadas do Irã), Ismail Kaani (foto, esquerda), o sucessor de Qassem Suleimani que foi assassinado no ano passado em Bagdá, ameaçou novamente neste sábado destruir Israel, dizendo que sugere aos israelenses que voltem para suas casas na Europa e nos Estados Unidos.

“Estamos propondo aos sionistas que comprem de volta as casas que venderam na Europa, América e em outras partes do mundo, antes que fiquem mais caras”, disse Kaani, ameaçando que Israel seria liquidado.

Em um discurso para marcar o 40º aniversário da morte do subcomandante da Força Quds Imad Hijazi, Kaani elogiou as organizações terroristas em Gaza pela maneira como lutaram em Israel durante a Operação Guardião das Muralhas.

Kaani elogiou o Hamas e seus aliados por produzirem eles próprios milhares de foguetes, argumentando que, graças a esse armamento pesado, Israel não está mais interessado em cometer atos de matar crianças palestinas. Ele disse que Israel implorou a seus amigos em todo o mundo que o ajudassem a alcançar um cessar-fogo com o Hamas.

O iraniano afirmou que o “regime sionista” deveria começar os preparativos para deixar o país e afirmou que durante a Operação Guardião das Muralhas, os palestinos se abstiveram de atacar infraestruturas vitais, embora pudessem fazê-lo. Disse que evitaram tais ataques por entender que num futuro próximo seriam eles os que controlariam e explorariam estas infraestruturas. O comandante iraniano afirmou que a mensagem das organizações palestinas às crianças palestinas era se preparar para controlar “toda a Palestina”.

LEIA TAMBÉM

Enquanto isso, o porta-voz das Forças Armadas iranianas, Abulafazel Shkarchi, afirmou que a razão pela qual o “regime sionista”, como ele afirma, emite declarações de guerra contra o Irã, é sua fraqueza e o fato de estar próximo do colapso. “A organização ‘Mossad’ dos sionistas diz que o Irã está no topo de sua agenda, e o regime sionista faz ameaças porque sabe que está declinando e enfraquecendo após a série de derrotas que sofreu”, afirmou Shkarchi. “As ameaças do inimigo e da instituição contra o Irã são inúteis na realidade, porque o inimigo está atualmente em perigo e é hora de reconhecer seu colapso”.

O general Shkarchi criticou os estados árabes no Golfo, incluindo a Arábia Saudita, Bahrein e os Emirados Árabes Unidos, alegando que estavam cooperando com Israel contra a vontade de seus povos. “O regime sionista está entrando em colapso, os regimes árabes no Golfo que cooperam com ele estão prestes a cair”.

Enquanto isso Ziad Al-Nahala, o (foto, direita) líder da organização terrorista Jihad Islâmica, disse em um discurso, transmitido durante uma cerimônia de comemoração da “vitória” na guerra contra Israel em Gaza, que sua organização está comprometida em continuar a luta contra a “entidade sionista” e a guerra contra ela até que seja eliminada e independentemente do número de vítimas.

Em uma mensagem a Israel, Nahala disse que “para qualquer operação de assassinato dirigida a nossos combatentes ou líderes, em qualquer lugar e a qualquer momento, responderemos imediatamente com um bombardeio de Tel Aviv”.

Fonte: Ynet e Arutz Sheva
Fotos: Wikimedia Commons

One thought on “Comandante iraniano: “Comprem suas casas na Europa”

Fechado para comentários.