Israel teme surto de variante Delta no país

O Ministério da Saúde de Israel está reconsiderando a volta de certas restrições sobre indivíduos não vacinados que chegam do exterior, bem como aqueles que chegam de países de “alto risco” – Argentina, Brasil, África do Sul, Índia, México e Rússia.

As considerações do Ministério da Saúde surgem em meio a temores de um novo surto do vírus no país, particularmente a variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia, que é mais contagiosa do que outras variantes e pode ser mais capaz de contornar as vacinas.

As autoridades planejam que indivíduos não vacinados com mais de 14 anos e qualquer um que chegue de países considerados de alto risco sejam obrigados a se isolar em casa com uma pulseira eletrônica, noticiou o Canal 12. Aqueles que recusarem a pulseira serão obrigados a passar o isolamento em hotéis de quarentena estatais, de acordo com o relatório.

Planos anteriores de usar pulseiras eletrônicas para garantir o auto-isolamento para as chegadas foram apenas parcialmente cumpridos. Em 1º de junho, Israel suspendeu quase todas as restrições remanescentes relacionadas ao vírus.

Funcionários do Ministério da Saúde estimam que apenas cerca de 70 por cento dos que chegam do exterior foram vacinados e, como muitos não foram colocados em quarentena corretamente, isso pode ser motivo de preocupação.

Embora novas limitações ainda não tenham sido impostas, dois focos da variante Delta ocorreram no país esta semana.

LEIA TAMBÉM

Na cidade de Binyamina, no norte do país, 45 crianças de uma escola secundária, uma a mais do que o número relatado anteriormente pelo conselho local, testaram positivo e, em Modiin, 11 alunos da sexta série foram infectados.

De acordo com o noticiário da Kan, os testes iniciais indicam que os casos em Modiin no início da semana foram todos da variante Delta. A emissora disse que vários adultos infectados nos surtos escolares foram vacinados.

No sábado à noite, o prefeito de Modiin, Haim Bibas, disse que decidiu restabelecer o uso de máscaras em locais fechados em toda a cidade, inclusive nas escolas.

“Apelo aos diretores das escolas e a todo o pessoal da educação para que sejam rigorosos com a ordem e para que os pais evitem entrar nas dependências das instituições educacionais tanto quanto possível. Devemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para evitar um novo aumento da morbidade”, tuitou Bibas, que também dirige a federação dos governantes locais.

Na sexta-feira, o Ministério da Saúde suspendeu temporariamente a exigência de que os passageiros que entravam em Israel fossem testados para o coronavírus na chegada, quando uma aglomeração no aeroporto provocou um gargalo em torno dos passageiros que esperavam para serem examinados.

Pelo menos 1.000 pessoas entraram sem fazer o teste, de acordo com a notícia de Kan.

Aqueles que chegavam de países considerados de alto risco não foram liberados da exigência, mesmo se vacinados, de acordo com relatos da mídia israelense.

Fonte: The Times of Israel
Foto: https://www.nursetogether.com/CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

One thought on “Israel teme surto de variante Delta no país

Fechado para comentários.