Primeira grande cozinha casher abre nos Emirados

A reluzente cozinha industrial em um dos aeroportos mais movimentados do mundo árabe não teria nada demais, exceto por um fato: é kasher.

A Kosher Arabia no aeroporto Dubai World Central (DWC) é um catering de comida kasher nos Emirados Árabes Unidos, criada em parceria com a Emirates Flight Catering e a CCL Holdings.

Dentro da instalação de cerca de 2000m2, uma equipe de apenas 20 chefs – nenhum dos quais é judeu – trabalha para preparar uma variedade de refeições kasher. Vindos da Nova Zelândia, Síria, Marrocos, Egito, Sri Lanka e outros lugares, os chefs trabalham nas elegantes cozinhas da Kosher Arabia, movendo-se entre potes e panelas de vários tamanhos, fervendo e cozinhando uma variedade de refeições.

A abertura da Kosher Arabia, em 12 de abril, é o mais recente sinal do estilo de vida e das mudanças culturais resultantes da normalização das relações dos Emirados Árabes Unidos com Israel em setembro de 2020 – um acordo que impulsionou outros países do Golfo, como o Bahrein, a seguir o exemplo ou aceitar a ideia de estreitar os laços com um ex-inimigo.

No entanto, os planos para a Kosher Arabia estavam em andamento há vários anos, atendendo à crescente demanda por alimentos kasher nos Emirados mesmo antes da normalização ocorrer, disse Ross Kriel, fundador da CCL, o parceiro de joint venture da Kosher Arabia.

LEIA TAMBÉM

Kriel disse que a produção de alimentos kasher no Golfo ecoa o passado da região – um lembrete das comunidades judaicas que já foram proeminentes em países do Golfo, como o Kuwait. Os judeus começaram a vir para o Kuwait durante as últimas décadas do século 19, atraídos pelas abundantes perspectivas de negócios que o país oferecia na época. Muitos também vieram do Iraque, onde o domínio otomano sufocou a indústria judaica naquele país. A comunidade, no entanto, diminuiu em número após 1948, após a criação do Estado de Israel.

Kosher Arabia também foi certificada pela Divisão Kashrut da União Ortodoxa (OU), que trabalha em parceria com a União Sul-Africana de Sinagogas Ortodoxas (UOS).

Por enquanto, a Kosher Arabia tem capacidade para produzir até 2.000 refeições por dia. Com a sequência implacável de eventos sociais em Dubai, sem mencionar a próxima Expo 2020, que será aberta ao mundo em outubro de 2021, fornecer refeições kasher para o crescente fluxo de visitantes judeus em Dubai é fundamental.

Com o início dos voos diretos de Dubai para Tel Aviv pela Flydubai, a companhia aérea de baixo custo do governo de Dubai, e em breve, nos Emirados, a Kosher Arabia espera que os negócios aumentem.

“O acordo acelerou as coisas”, disse Matt Rickard, gerente geral da Kosher Arabia, “mas acho que já havia uma grande demanda por kasher na região”.

Rickard disse que a instalação, que usa tecnologias ecológicas de ponta e com eficiência energética, será capaz de atender 4.000 refeições por dia.

Quanto às refeições, são tão coloridas quanto os ingredientes utilizados, baseadas na cozinha sefardita, que está muito próxima dos sabores do Oriente Médio, marroquino e mediterrâneo.

Fonte: Forward
Foto: Cortesia (Facebook)

3 thoughts on “Primeira grande cozinha casher abre nos Emirados

Fechado para comentários.