Quarentena para crianças será cancelada

A quarentena para crianças pode ser totalmente cancelada em um futuro próximo, após discussões entre o Ministério da Saúde e pediatras sobre a política de isolamento do coronavírus no sistema de ensino.

O primeiro-ministro Naftali Bennett está examinando as diretrizes atualizadas e emitirá um anúncio oficial com instruções a serem publicadas em um futuro próximo.

Em vez de enviar crianças para quarentena por exposição a um caso positivo de COVID-19 na escola, as crianças serão obrigadas a fazer vários testes rápidos de antígeno por semana, embora o número exato de testes ainda não tenha sido decidido.

Também nesta quinta-feira, o Ministério da Saúde de Israel recomendou que crianças de alto risco de 5 a 11 anos se tornem elegíveis para uma terceira dose da vacina COVID-19.

A sugestão segue um estudo realizado sobre as taxas de morbidade de crianças e adolescentes durante a onda Omicron em Israel e até que ponto a vacina os protegeu.

O estudo foi realizado por pesquisadores do Ministério da Saúde, do Instituto Weizman de Ciências, do Technion, da Universidade Hebraica e do Centro Médico Sheba e examinou os benefícios da vacina entre crianças e adolescentes, constatando que aqueles que receberam a vacina no últimos dois meses foram mais bem protegidos contra a variante Omicron do que os não vacinados ou aqueles que foram vacinados vários meses antes.

LEIA TAMBÉM

O estudo descobriu que crianças de 5 a 11 anos que foram vacinadas com duas doses nos últimos dois meses estavam duas vezes mais protegidas do que as não vacinadas na mesma faixa etária, e adolescentes de 12 a 15 anos que foram vacinados com uma dose de reforço nos últimos dois meses estão quatro vezes mais protegidos do que aqueles que não foram vacinados.

Com base nos resultados do estudo, o Ministério da Saúde decidiu recomendar uma dose de reforço para crianças de 5 a 11 anos que pertencem a grupos de alto risco, na esperança de aumentar para o mesmo nível de proteção contra a atual onda Omicron.

A dose administrada será adaptada especificamente para crianças, assim como as duas anteriores.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Canva