Suspensas restrições em bairros judeus de Nova York

Partes do Brooklyn que tiveram altas taxas de positividade do teste COVID no início de outubro, incluindo algumas com grandes comunidades judaicas ortodoxas, enfrentarão menos restrições depois da queda das taxas.

Os bairros rotulados como “zonas vermelhas” no mês passado foram reduzidos a “laranja”, o nível intermediário para restrições. Um dos bairros é Midwood, que tem uma população ortodoxa considerável.

“O Brooklyn fez um grande progresso e reduzimos as restrições da zona vermelha em 50% na semana passada com base no progresso”, anunciou o governador de Nova York, Andrew Cuomo, em entrevista coletiva na segunda-feira.

Embora a designação laranja permita a reabertura de alguns negócios não essenciais, as escolas permanecem fechadas. A restrição aos serviços religiosos passou de 25% para 33% da capacidade, com frequência máxima de 25 pessoas. Negócios não essenciais de alto risco, como academias e salões de beleza, permanecem fechados.

LEIA TAMBÉM

As restrições nos bairros do Brooklyn foram uma fonte de tensão no mês passado, quando os judeus ortodoxos locais protestaram contra as novas regras, que mantinham fechadas escolas públicas e privadas, bem como negócios não essenciais. A flexibilização dos limites ocorre apesar dos casos continuarem a aumentar na cidade de Nova York e no estado. O prefeito Bill de Blasio disse na manhã de segunda-feira que a cidade registrou 779 novos casos em um dia e Cuomo anunciou uma taxa de positividade do teste COVID em todo o estado de 2,8%.

Se a taxa de positividade média de sete dias na cidade de Nova York ficar acima de 3%, as escolas públicas da cidade vão fechar automaticamente. A taxa média móvel de sete dias atingiu 2,21% na segunda-feira.

Na semana passada, todas as restrições foram removidas de Far Rockaway, um bairro de Queens com uma grande comunidade judaica ortodoxa, depois que a taxa de positividade local permaneceu na faixa de 1-2%. O bairro de Borough Park, no Brooklyn, foi retirado da zona vermelha na semana passada.

Fonte: JPost

Foto: Rhododendrites (Wikimedia Commons)

One thought on “Suspensas restrições em bairros judeus de Nova York

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *