Teste de antígeno em vez de PCR para entrar em Israel

A partir da próxima semana, israelenses que regressam do exterior e turistas que vêm visitar Israel poderão realizar um teste de antígeno em vez de PCR como condição para embarcar.

A mudança de política, sujeita à aprovação do governo e da Knesset, permitirá que os passageiros que solicitem entrar em Israel escolham se querem realizar um teste de antigênico dentro de 24 horas antes de embarcar no avião, ou um teste PCR como é exigido hoje, dentro de 72 horas antes da decolagem.

O alívio das regras permite que os passageiros sejam testados por meios mais acessíveis e mais baratos. O teste de antígeno deve ser realizado por uma agência de testes, e não em casa, nas 24 horas anteriores embarque.

A mudança foi feita em coordenação com os ministérios do Turismo e dos Transportes, num esforço conjunto para permitir a renovação do turismo de entrada e facilitar a saída de Israel ao estrangeiro, mantendo a saúde pública.

LEIA TAMBÉM
Os israelenses que permanecerem no exterior por menos de 72 horas não precisarão fazer o teste antes de embarcar de volta para Israel.

A obrigação de realizar um teste PCR após chegada ao Aeroporto Ben Gurion permanecerá inalterada.

Israel reabriu aos turistas estrangeiros em 1o de novembro, depois que o país ficou praticamente fechado para não-israelenses por 18 meses. Mas com limitações rígidas ainda em vigor, o país não viu uma enxurrada de turistas. De acordo com as diretrizes atuais, os não israelenses só podem entrar em Israel se tiverem recebido uma terceira dose de reforço de uma das vacinas COVID reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde, ou se eles receberam sua segunda dose antes dos seis meses da data de sua viagem a Israel.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Canva

One thought on “Teste de antígeno em vez de PCR para entrar em Israel

Fechado para comentários.