Bebês de mães vacinadas têm anticorpos contra COVID

Quando mulheres grávidas tomam vacinas contra COVID, seus bebês nascem com anticorpos contra o COVID, descobriram médicos israelenses.

Uma equipe do Hadassah Medical Center em Jerusalém verificou o sangue do cordão umbilical de 40 recém-nascidos, que é o mesmo sangue do bebê, e descobriu que todos tinham um forte suprimento de anticorpos, tal como suas mães que foram vacinadas com a vacina da Pfizer.

Considerado o maior estudo desse tipo, os pesquisadores acreditam que a descoberta justifica o apelo das autoridades de saúde às mulheres grávidas para se vacinarem contra o coronavírus. E com o mundo olhando constantemente para Israel em busca de novos dados sobre o impacto das vacinas, a descoberta provavelmente terá forte ressonância internacional.

“Esta é uma descoberta importante que é tranquilizadora, sugerindo que as mães vacinadas passam proteção COVID-19 para seus bebês antes de nascerem”, disse a Prof. Dana Wolf, chefe do departamento de virologia do Hadassah, ao The Times of Israel.

LEIA TAMBÉM

“Isso ressalta a importância de vacinar mulheres grávidas e os benefícios de fazê-lo.”

Os bebês no estudo nasceram de mães de várias idades, que receberam sua segunda vacina pelo menos uma semana antes.

Wolf observou que inicialmente as autoridades de saúde não recomendavam que mulheres grávidas recebessem a vacina, mas recentemente o Centro para Controle e Prevenção de Doenças, a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde de Israel, entre outros, apoiaram a imunização de mulheres grávidas. Ela disse que seu estudo oferece uma nova justificativa para essa decisão.

Resultados parciais da pesquisa – cobrindo metade dos bebês examinados – foram postados online em uma versão inicial do estudo, que ainda não foi revisada por pares. As descobertas vêm na sequência de outro estudo israelense que sugere que mães vacinadas passam anticorpos para seus recém-nascidos através do leite materno.

“Em nosso estudo, encontramos anticorpos da imunoglobulina G ativos contra a proteína spike do SARS-CoV-2, que basicamente bloqueiam a entrada do vírus nas células. Isso segue uma pesquisa que sugere que o leite materno tem outro tipo de anticorpos, a imunoglobulina A”, disse Wolf.

Ela disse que a pesquisa não estabeleceu com certeza se os anticorpos oferecem proteção contra a infecção, mas ela acredita fortemente que sim. Também observou que não há informações sobre por quanto tempo os bebês reterão seus anticorpos ou qualquer proteção que eles possam fornecer.

Wolf conduziu sua pesquisa com colegas do departamento de obstetrícia e ginecologia do Hadassah, entre eles Amihai Rottenstreich e Shay Potrat.

“Nossa metodologia tem sido acompanhar mulheres vacinadas admitidas para parto a partir de fevereiro e, se concordarem, na hora do parto, verificamos o sangue materno e o sangue do cordão umbilical que é igual ao sangue do feto”.

“Observando o sangue, descobrimos que as mulheres vacinadas, todas as quais receberam ambas as doses no terceiro trimestre, tinham níveis de anticorpos muito altos e, mais importante, que há uma transferência eficiente dos anticorpos da mãe para o feto por meio de a placenta”.

“A descoberta é que os anticorpos são efetivamente transmitidos aos recém-nascidos e acreditamos que isso significa que a proteção contra o coronavírus é transmitida”.

Fonte: Times of Israel

Foto: Flash90

One thought on “Bebês de mães vacinadas têm anticorpos contra COVID

Fechado para comentários.