Energia solar ilumina Tel Aviv à noite

A Prefeitura de Tel Aviv-Jaffa está testando um novo sistema ecologicamente correto projetado para fornecer sombra durante o dia e servir como uma instalação de iluminação quando o sol se põe no Parque Atidim, uma área industrial em Ramat Hahayal que abriga dezenas de empresas de alta tecnologia, financeiras, de mídia e médicas.

O sistema escolhido, Lumiweave, foi criado por Anai Green, uma designer industrial e de produtos israelense que conquistou reconhecimento internacional por seu trabalho em 2020 em uma competição global de tecnologia climática para mulheres. O desafio foi organizado pela Women4Climate, uma organização que reúne prefeitos, empresários, inovadores, estudantes, cientistas e ativistas para aumentar a participação e liderança das mulheres na construção de um futuro sustentável.

Em 2020, Tel Aviv foi um dos quatro anfitriões do C40 Cities, uma rede de líderes municipais que colaboram para lidar com as mudanças climáticas. O C40 reúne cerca de 100 cidades do mundo.

Na semana passada, Tel Aviv montou o Lumiweave para um período de teste em Atidim, durante o qual Green e a Prefeitura monitorarão o desempenho do sistema visando mais instalações em toda a cidade. O projeto também é coordenado com a organização Cityzone, uma cidade inteligente e um laboratório de tecnologia urbana onde as tecnologias são avaliadas e testadas em condições reais da cidade.

A Prefeitura disse que o Lumiweave é um “projeto único” que aborda “as alterações climáticas e o crescente desafio de sombreamento em áreas urbanas com uma solução tecnológica que opera com base em energias renováveis e limpas, e permite o fornecimento de iluminação sem os combustíveis poluentes”.

O tecido macio é incorporado com células solares fotovoltaicas orgânicas para luz e sombra fora da rede, com várias aplicações possíveis, desde guarda-chuvas independentes e localizados até coberturas e caixas de sombreamento.

LEIA TAMBÉM

O sistema não requer infraestrutura elétrica, economizando custos, e pode fornecer iluminação à noite por até três dias sem sol. Mas Tel Aviv, e Israel em geral, recebem bastante sol com uma média de cerca de 300 dias ensolarados durante o ano.

Em janeiro, o governo israelense aprovou um plano ambicioso para plantar 450.000 árvores em áreas urbanas para fornecer sombra e ajudar a esfriar as temperaturas à medida que as mudanças climáticas se aproximam.

A meta deve ser alcançada entre agora e 2040 e tem um custo estimado de NIS 2,25 bilhões. As árvores serão plantadas ao longo de cerca de 30.000 km de estrada, com cerca de 150 árvores por km.

O prefeito de Tel Aviv, Ron Huldai, disse que a cidade é “uma das líderes mundiais em proteção climática” e um membro ativo da organização C40, tendo assumido “compromissos reais para melhorar a qualidade do ar e a transição para energia verde”.

“Estamos comprometidos com a ação”, disse Huldai, acrescentando que o Lumiweave “será um projeto inovador”.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Anai Green (Cortesia)