FDI atacam alvos na Faixa de Gaza

As Forças de Defesa de Israel começaram a atacar alvos da Jihad Islâmica Palestina na Faixa de Gaza, na tarde desta sexta-feira, horas depois que o ministro da Defesa, Benny Gantz, alertou o grupo terrorista que Israel agiria se o este não recuasse de suas intenções de realizar ataques contra o país.

O porta-voz  das FDI anunciou que o nome da operação contra alvos terroristas da Jihad Islâmica Palestina é Operação “Breaking Dawn”.

O grupo terrorista ameaça desde terça-feira atacar em resposta à prisão de seu líder na região da Samaria e Judeia, causando dias de fechamento de estradas e bloqueios em áreas próximas à fronteira sob ameaça imediata.

Em uma breve declaração, as FDI disseram que uma “situação especial” havia sido declarada na frente doméstica.

Uma “situação especial” é um termo legal usado em tempos de emergência, concedendo às autoridades maior jurisdição sobre a população civil para agilizar os esforços para salvaguardar a população.

Relatos da mídia palestina disseram que as FDI atingiram uma posição no norte de Gaza, matando o comandante da Jihad Islâmica, Tayseer Jabari. Jabari supostamente substituiu Baha Abu al-Ata como comandante da Jihad Islâmica no norte de Gaza, após seu assassinato por Israel em 2019.

A Jihad Islâmica Palestina ameaça fogo de retaliação.

LEIA TAMBÉM

Reuniões em áreas até 80 quilômetros de Gaza foram restringidas, e moradores de áreas próximas à fronteira foram instruídos a permanecer perto de abrigos antiaéreos.

Os sistemas de defesa aérea Iron Dome estão sendo implantados no centro de Israel.

As tensões ao redor da Faixa de Gaza aumentaram após a prisão de Bassam Saadi em Jenin na noite de segunda-feira. Desde então, as Forças de Defesa de Israel reforçaram as posições e fecharam estradas ao longo da fronteira devido ao temor de uma vingança iminente de um míssil guiado antitanque ou um ataque de atiradores da Jihad Islâmica. As precauções colocaram em grande parte os moradores das comunidades fronteiriças sob bloqueio.

O tráfego aéreo do Aeroporto Ben Gurion está sendo desviado para o leste por receio de ataques de foguetes palestinos de Gaza.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Porta Voz FDI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.