Israelenses ganham medalha de ouro no Oscar do Vinho

Seis vinícolas israelenses ganharam medalhas de ouro no 2020 Decanter World Wine Awards.

Os seis medalhistas de ouro israelenses eram todos vinhos tintos: Gofna Reserve Cabernet Frank de Gva’ot (2017), Peak de Psagot (2016), Cabernet Sauvignon da Shiloh’s Secret Reserve, Mosaic Exclusive Edition (2017), Black Tulip de Tulip Winery (2017) e Cabernet Sauvignon de Yarden (2016).

Além disso, 31 outros vinhos israelenses foram premiados com medalhas de prata e 28 receberam bronze.

Os vencedores da medalha de prata – quatro brancos e 27 tintos – foram das vinícolas Adir, Carmel, Dalton, Ella Valley, Gat Shomron, Golan Heights, Gva’ot, Har Bracha, Karmei Yosef, Maia, Psagot, Recanati, Shiloh, Teperberg e Tura Estate.

LEIA TAMBÉM

Os premiados com o bronze vieram das vinícolas Adir, Bravdo, Carmel, Dalton, Ella Valley, Gat Shomron, Golan Heights, Gva’ot, Har Bracha, Karmei Yosef, Recanati, Shiloh e Teperberg. Foram 18 tintos, nove brancos e um rosé (Kerem Ben Zimra Barbera Rosé de Adir 2019).

O vinho israelense com a maior pontuação – 96 – foi o Peak de Psagot. O demais medalhistas de ouro alcançaram 95 pontos cada.

Considerado o “Oscar” da premiação do vinho, o Decanter se tornou o maior concurso de vinhos do mundo nos últimos 17 anos.

Em agosto e por 28 dias consecutivos, 116 dos melhores especialistas em vinhos do mundo, incluindo 37 Masters of Wine e nove Master Sommeliers, provaram às cegas 16.518 vinhos. Eles fizeram isso sob estritas diretrizes de segurança para COVID-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *