Médicos israelenses reconstroem orelha decepada

Médicos israelenses do Centro Médico Shaare Zedek, em Jerusalém, usaram uma técnica experimental para reconstruir a orelha de um paciente após um acidente de trabalho, informou o The Jewish Link.

Um funcionário de uma marcenaria de 55 anos chegou ao pronto-socorro de Shaare Zedek com parte da orelha decepada depois que um palete de madeira caiu sobre ele.

“No começo eu não senti que minha orelha estava faltando, eu pensei que era apenas um corte sangrento. Peguei um pano e apertei para parar o sangramento. Só quando cheguei ao pronto-socorro, a extensão do dano ficou clara. A orelha foi cortada ao meio”, disse o homem, de acordo com um comunicado do hospital.

“Pedi ao dono da carpintaria que trouxesse rapidamente o resto da orelha para o hospital. Demorou um pouco, mas no final a metade que faltava foi encontrada”, disse ele.

Inicialmente, os médicos do pronto-socorro tentaram costurar usando métodos convencionais. No entanto, eles descobriram que, devido à falta de suprimento de sangue, não poderia ser salvo.

Então, os cirurgiões plásticos do hospital decidiram realizar uma cirurgia reconstrutiva. Eles usaram tecnologia avançada para tentar reconstruir a parte do corpo descolada.

LEIA TAMBÉM

O Dr. Yoav Gronovich, diretor da Ala de Cirurgia Plástica Shaare Zedek, foi quem realizou a cirurgia junto com uma equipe de médicos. Ele disse que foi tratado como um caso de grande trauma.

“As chances de colocar a parte decepada de volta no lugar eram extremamente baixas”, disse Gronovich. Ele acrescentou que a tentativa de substituir a parte faltante da orelha apresentou várias complicações, desde funcionais até estéticas.

Finalmente, uma substituição de cartilagem foi projetada com um material especial. Por sua vez, foi adaptado para corresponder ao tamanho da orelha saudável, usando tecido do couro cabeludo e da pele do paciente.

“Após a falha na incorporação da parte decepada, decidimos realizar uma reconstrução complexa com um componente aloplástico. Serve como base para a reconstrução e substituição da cartilagem. A principal vantagem desse material é que ele pode ser perfeitamente ajustado à orelha oposta”, disse Gronovich.

A cirurgia foi um sucesso, e o médico indicou que o paciente provavelmente recuperará a funcionalidade total da orelha.

“A cirurgia permitiu uma recuperação completa. O paciente rapidamente voltou à sua rotina, apesar da grave lesão. Ao mesmo tempo, obteve um resultado estético muito bom”, concluiu.

Fonte: Vis A Vis
Foto: Canva